Empreender na cultura é possível

Atualizado: Fev 17

Autora: Rafaela Queiroz


Artistas também podem empreender. Conheço artistas que empreendem e que são bons nisso, mas em áreas fora da cultura, e isso pode ser uma opção para tentar driblar as dificuldades que qualquer profissional das artes encara e também, por desejo em empreender em outros caminhos.

Não é fácil decidir ser dono do próprio negócio. Tomar as rédeas da sua carreira e olhar pra ela como uma empresa exige coragem, disciplina e estudo, mas essa pode ser uma boa alternativa para artistas que já visualizam novas formas de aperfeiçoar e profissionalizar o seu trabalho.

Pensando no atual momento político, social e pandêmico em que o Brasil está inserido, já sabemos como o setor cultural foi duramente prejudicado. Vários profissionais se viram com a missão de reinventar o seu modo de criar.


Empreendedores Criativos

Hoje já temos exemplos bem legais de como podemos transformar as nossas produções artísticas em um tipo de empreendimento. Uma categoria que vem sendo bastante falada dentro desse mundo dos negócios é o “empreendedor criativo”, que são artistas que conseguem ter uma visão de como o seu trabalho pode alcançar um público muito maior e fazer desse job algo muito mais rentável e bem mais profissional. Quem nunca buscou referências nas redes sociais de ideias de decoração pra alegrar um ambiente da casa, tirou o dia pra ouvir uma música boa ou buscou um profissional para transformar uma parede branca em algo mais divertido, com certeza bebeu da fonte da criatividade de algum artista e é esse tipo de empreendedor que vem crescendo a cada ano e está se tornando uma força importante nas economias nacionais e globais.

Independente de você está querendo empreender dentro da área artística ou não, uma coisa é certa: a organização e o planejamento - desde a ideia inicial até a parte financeira - é uma tarefa árdua tanto para um artesão quanto para um empresário do ramo automobilístico. O seu plano de negócios precisa estar muito bem elaborado para que se consiga alcançar o objetivo de transformar seu investimento em lucro.

Por onde começar

Abaixo, listo alguns pontos importantes para quem quer começar a investir nesse ramo do empreendedorismo:

1 - Planeje as suas ações

2 - Faça um bom projeto

3 - Pesquise o seu nicho de mercado para ser um bom empreendedor

4 - Tenha acesso às leis de incentivo

5 - Esteja sempre bem informado

6 - Prospecte patrocínios culturais

7 - Dimensione o local da ação cultural

8 - Conheça as normas do setor (e busque entender sobre a política pública dentro da sua linguagem artística)

9 - Pesquisa de mercado para ser um bom empreendedor

10 - Exercite a cooperação

11 – Estude! Se mantenha atualizada (o). Participe de workshops, congressos, leia sobre profissionais da área que cresceram em suas profissões

12 - Empreenda como artista e seja um vencedor


Referências: Sebrae | Ba

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo